Visita ao MAAT e Museu de Electricidade

Realizou-se em 31 de  janeiro de 2018, mais uma visita de estudo da turma de Questões Ambientais - Prof. Mariana Mareco ao MAAT e ao Museu de Eletricidade.

No MAAT estavam patentes algumas Exposições-Video tais como:

  • PERCEPÇÕES QUE ALTERAM A REALIDADE na Galeria Oval do MAAT, uma instalação de som e vídeo do artista norte americano Bill Fontana, realizada a partir dos sons e vibrações da Ponte 25 de Abril e do rio Tejo. Nesta instalação especialmente criada para Lisboa, o artista capta as sonoridades da ponte e áreas circundantes.
  •  ELECTRONIC SUPERHIGHWAY a exposição pela Galeria Whitechapel, Londres, em 2
    016, reúne mais de cem peças que mostram o impacto das novas tecnologias e da Internet nos artistas de meados da década de 1960 até ao presente. Apresenta obras multimédia 
    novas e raramente vistas, juntamente com filmes, pintura, escultura, fotografia e desenho de mais de 70 artistas de Rafael Lozano-Hemmer .
  • TENSÃO & CONFLITO. ARTE EM VÍDEO APÓS 2008, ocupando a Galeria Principal e a Video Room do MAAT, a exposição reúne obras de 22 artistas que, dos Estados Unidos e América Latina à Europa e ao Médio Oriente, filmaram visões pessoais sobre os efeitos da grande recessão, a agitação política a ela associada e os aspetos sociais menos óbvios que emergiram desses eventos.

Seguiu-se a visita ao Museu de eletricidade.
Museu da Eletricidade marco arquitetónico da cidade de Lisboa e detentor de uma fachada de inegável beleza, foi um verdadeiro pioneiro no seu tempo no domínio da produção de eletricidade. O Museu está instalado no edifício da Central Tejo, que funcionu como central elétrica de inícios do século XX a meados dos anos 1970.

No interior estão visíveis caldeiras de alta pressão e máquinas de produção elétrica. Há também uma galeria dedicada à arte contemporânea portuguesa. Hoje, e passado quase um século desde a sua construção, a Central assume, de novo, aspetos inovadores e de grande protagonismo enquanto Museu da Eletricidade. A sua arquitetura destaca-se pelos materiais: vidro, ferro, tijolo vermelho e pelos grandes janelões.

O Museu da Eletricidade abriu as suas portas ao público em Maio de 2006, à luz de um conceito mais atual de musealização. Associado à sua vocação primeira de repositório do passado, surge um espaço preparado também para dar a conhecer o presente e debater o futuro na área da energia.
O Museu da Eletricidade e o MAAT pertencem à Fundação EDP.

BM/AM

Fotos de A. Maia

Barbara Maia de Slidely by Slidely Slideshow

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *